sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Um árvore

E' uma arvore de Natal bem engraçadinha. Nao tem um estilo. Tem enfeites de tudo quanto e' lugar. Nao e' dourada, nem prateada. Nao segue os tons verde e vermelho. Tem enfeites de feltro, vidro, madeira, plástico e aqueles que o menino fez desde que entrou para a escola. Ornamentos com os nomes de todas as minhas sobrinhas e meu sobrinho Daniel? Tem. Tem dois enfeites finos. Comprados em uma feira germânica em Chicago. E um anjo tão fofo, tão fofo. Um anjo com saia de baiana. Tem de um tudo. Dois copos do lugar em que eu estou trampando. Não e' porque e' do trampo. Trouxe pela lindeza.









Pensamos em colocar ursinhos aos pés da arvore. Alguns na arvore. Ficou  bom. Nao tem Menino Jesus, nem Maria Santíssima, mas Iaia, eu sempre lembro deles e da senhora, viu? Os refugiados em Belem. Os presentes são somente para as crianças. Um presente para cada.

Esse ano fiz cartões de Natal somente para os brasuquinhas. Budget. E' o que eu digo para todos daqui. Estou cortando uns gastos. Cortei os cartões de Natal -- plus selos. E' uma boa desculpa.


O cartao ficou assim:

Foi feito depois do resultado da eleição. Eu nunca pensei tanto num poema quanto pensei nesse. 





Um comentário:

  1. ficou bem bonito... casa que tem criança sempre tem dessas arvorezinhas iluminadas, né? eles pedem e ficam na maior felicidade...
    feliz natal!
    ho ho ho

    ResponderExcluir