sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Cabelo

A minha cabeleireira americana se aposentou. Comecei então, a procurar uma outra pessoa para fazer meu cabelo. Como comecei a usar franja a manutenção é mais frequente. Cortei a franja em um salão a mais ou menos um mês e meio atrás. A moça fez uma franja que ficaria bem em uma menina de quatro anos de idade. Infelizmente, não funciona para uma adulta. Eu não fiquei chateada. Não é o fim do mundo. Hoje vim cortar com uma profissional que me foi indicada por uma conhecida. Ela ouviu com atenção o que eu queria e fez uma franja linda. E cortou meu cabelo seco. Mas isso não importa. Não importa se o corte for feito com gilete, maçarico, com essa ou com outra marca de tesoura, seco ou molhado. O que importa é se a pessoa da conta do riscado.








3 comentários: