quinta-feira, 17 de março de 2016

Vermelho





Sou cidadã de dois países. Cidadã nos termos de que eu possuo dupla nacionalidade, dois passaportes e voto tanto nas eleições estadunidense, quanto nas eleições brasileira. ( eu sei-- isso nós chamamos de privilégio). 

Estou a 8 mil milhas do Brasil. Tenho família lá e -- eu ligo -- para o estado das coisas. Por família, entenda-se, aquela parte em que a gente chama de "família em primeiro grau". As Senhoras de Santana, bagulhésimas, que adoram sentar à língua nos outros enquanto ajoelha no milho e ora por uma nação melhor, não são "da minha família". Não as considero família. 

Eu acho que a gente tem de discernir aqueles que não trepam gostoso, não namoram em pé e ainda empata foda, daqueles que te ama, te curte, está do seu lado. 


No mais, nestes dias horrendos em que o Brasil mergulha em uma crise institucional, eu quero e vou postar minha foto. Minhas fotos. Uso vermelho. Eu sei que estou protegida. Ninguém vai vir aqui me bater por estar usando vermelho. 

Também sei que Bernie não vai ganhar as eleições. 

Não importa. 




Nenhum comentário:

Postar um comentário