domingo, 9 de dezembro de 2012

Conselhos que ninguém pediu

O expatriado vai encontrando, ao seu modo, meios de não sentir tantas saudades do país de origem. A gente vai quebrando a cara aqui e ali, até que um dia, nos pegamos fazendo listinhas de 'prós e contras de morar aqui ou lá', 'quando eu sou mais brasileira e quando eu sou mais americana', 'gosto, não gosto, queria muito que os EUA adotassem essa modinha brasuca', etc. O tempo vai passando, a gente vai se acalmando e uma leveza na alma, parecida com o que chamam de adaptação, te alcança. Deve ser muito mais fácil para quem não curtia morar no Brasil e, ou, ama de paixão o país que adotou. Não é o meu caso. Quando aqui cheguei, tomei a adaptação como uma missão. Daria uma chance ao novo país. Daria uma chance para mim de gostar do novo país. Do canto que eu moro, eu gosto. Não diria o mesmo se morasse no interior do fim do mundo em Nebraska, por exemplo. Em um local meio que 'cosmopolitan', a gente vai se encontrando. Chicagoland tem o maior número de minorias de todos os EUA. Não é máximo?

O fato de gostar de cozinhar, detestar fast food e morar em um lugar onde encontro de um tudo, tipo, no Caputos, ajudou horrores. Esse mercado me foi apresentado por uma amiga americana. Um ironia dos diabos, pois, a conhecida brasileira era muito doidivanas e deslumbrada para me dizer - olha, tu encontra polpa de maracujá em mercadinhos mexicanos. Ah, o que uma townhouse em um campo de golfe faz com a cabecinha de certas pessoas. Ahahaha! Vou para o inferno? Sim ou com certeza? Aliás, se eu pudesse dar um conselho ao quem está se mudando para cá ( não dou!), seria - a experiência é diferente para cada um, blá, blá. blá, por favor, não fique de amizadezinha virtual em comunidades nas redes sociais da vida. Convites para entrar na comunidade Brasileiros Roxos de Saudades do Brazil Morando nos EUA? Corra! É cilada.

Saia de casa, tome um trem, ande pela cidade, aprenda a língua, tire a carteira de motorista, ( faça a provinha em espanhol se sentir insegurança com o inglês - a prova custa apenas 30 doletas), futuque nas prateleiras dos supermercados, faça amor e amizade com o site do Amazon, descubra, ame, daí, você vai ficando.


Um comentário:

  1. tenho um respectivo que é praticamente um Policarpo Quaresma, eu já sou doida para imigrar para o Canadá. isso tá meio que acabando com o casamento.

    ResponderExcluir