quarta-feira, 16 de maio de 2012

homesick

Tina me disse que SAIR* para trabalhar é libertador. É sim. Me sinto bem em dirigir até o trabalho, ouvindo música ensurdecedora, tomando café. Só não levo sanduichinho peanuts & jelly. E evito comprar café na podre e cara da Starbucks. Me sinto super adulta. Talvez porquê lidar com uma criança, e só com ela, a maior parte do meu dia por 4 anos, seja um pouquinho tátibitáti.
Daí é bom sair para a rua, ter chefe para falar mal, fofocar com as colegas de trabalho. Só tem uma coisa que anda me perturbando. Isso ** aqui. Já li milhões de vezes sobre as fases que o expatriado passo no decorer dos anos que el@ vivencia o novo país. Porquê então essa sensação eterna de homesick não sai de mim?

* Errata: as conversas no Skype provam o que Tina disse nos comentários.  rsrsrs
** eu trabalho para uma marca de cosméticos nesta rede de lojas.

2 comentários:

  1. Mew, trabalhar é um saco; libertador é SAIR pra trabalhar, hahahahaahah <3

    ResponderExcluir
  2. nova postagem:www.expressaempalavrasearte.blogspot.com
    Abraços

    ResponderExcluir