segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Fim da Violência Contra a Mulher - I



Hoje eu queria escrever sobre bobagens cotidianas ou nem escrever nada mas, fiz um esforço para sair da zona de conforto e postar sobre a mobilização pelo Fim da Violência Contra a Mulher. Ontem fiquei até tarde tuitando sobre o assunto e basicamente minhas postagem recaiam sobre de como um machista é formado. Assim como ninguém nasce racista, ninguém nasce machista. O ódio e o desprezo para com a figura feminina é criada culturalmente. É uma construção social da diferença. Desde pequenos as crianças são ensinadas de que existe coisa de menino e coisa de menina. Durante toda a infancia eles ouvirão pérolas como:

- Menino não chora;
- Tá se comportando como uma menininha;
- Menino não lava louça;
- Rosa é cor de menina
...

Tudo que diz respeito a menina é colocado como fraco e portanto digno de vergonha. Um menino que chora envergonha os demais pois ele está se comportando com fragilidade que só é atribuida a meninas e isso, fazer coisa de menina, tem conotação negativa.

Quer ter um filho machista? É muito simples - ria de piadas sexistas com ele. Dê privilégios a ele que você não daria a irmã. Trate se filho como ídolo quando ele se vangloriar de que é um garanhão e não esqueça de chamar a sua filha de vagabunda caso ela ouse ter um namorado. Quando notícias sobre o caso Eloá pipocarem na tv, faça um comentário do tipo ''Ela caçou a morte namorando um cara desses''. Culpe a vitíma de agressão pela agressão sofrida. Culpe o cumprimento da saia pelo estupro. Até na escolha profissional deles você pode dar um forcinha dizendo que enfermagem é coisa de mulher porquê mulher cuida e medicina é coisa de homem que é racional e não-emotivo. Deixe bem claro que seu filho tem total poder de decisão sobre seu próprio corpo enquanto sua filha não está apta a decidir nem por uma tatuagem temporária. É disseminando idéias preconceituosas que se forma um homem cheio de sí e sem respeito nenhum por uma mulher.

Quero deixar claro que acredito piamente de que mães e pais não são infalíveis quanto a criação de seus filhos mas podemos ensiná-los sobre respeito e tenha certeza que meninos e meninas copiam o comportamento dos pais. Para o bem ou para o mal.


***

Aqui imagens e textos contundentes sobre misoginia.

2 comentários:

  1. Também eu queria poder postar meu selinho ou brincar de Eu já/Eu nunca ou qualquer outra coisa boa e animada...mas o que é preciso, é preciso. Já estou divulgando seu texto, tá? Beijos

    ResponderExcluir
  2. É, infelizmente, machismo é, assim como outros esteriótipos, uma construção social. Kisses.

    ResponderExcluir