domingo, 14 de fevereiro de 2010

Testando!

1 2 3

Então, eu queria criar um blog de nome Monturo, lugar que se coloca lixo, eu sei! Encasquetei que o nome seria esse. Achei o nome tão bom para avisar os leitores - marido e irmã - de que o blog era nada mais nada menos do que porcaria saidas da minha cabeça. Um montante de lixo tascado no monturo.

Mas aí lembrei que eu queria fazer um blog para homenagear - vamos dizer assim - as meninas que leio na blogosfera e ficaria podre colocar minha lista de blogs preferidos no monturo. Não dava, né?

Daí que eu tava numas de pensar sobre um trabalho que fiz na facu a milhões de anos atrás envolvendo palavras com travestis, transformação, disciplina, corpos, voz, jeito de andar, e por aí vai, envolvendo o universo do travesti. Eu tava pesquisando primeiramente em um ONG em Goiânia sobre como acontece essa coisa toda de disciplinar a voz, o corpo, a postura até o conjunto todo ser/parecer 'feminino'. E lá vinha o Bourdieu e seus modelos teóricos. E dá para pensar nessa coisa do corpo disciplinado de zilhões de formas e categorias. Mas tipos, na época eu enlouqueci com as leituras do Bourdieu, amei de paixão as entrevistas que fiz com os travestis, nem lembro que nota eu tirei mas, achei o nome ideal para o blog.

Foi assim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário