sexta-feira, 27 de março de 2015

Book Porn e um convite

Inventário das coisas. Dos livros. Dos livros de sociologia. Estou pronta para lecionar. Estou pronta para começar umas aulas de Muay Thai. Alguma coisa para diminuir a ansiedade.









O Oaktom Community College pergunta Quem Tem Medo do Feminismo? São dois de dias de debates, mesas rendondas, convidadas muito especiais.


sábado, 21 de março de 2015

Meu marido, completamente mineirinho, estava me perguntando como um cara aí conseguiu conquistar uma mulher maravilhosa. Quando meu marido a conheceu a chamou de The Black Paris Hilton. Eu acho um insulto -- Paris Hilton? Arghhhh! -- mas conhecendo Clint como eu conheço, é um baita elogio. Essa moça é linda por dentro e por fora. Extremamente atraente. Quando alguém faz a pergunta que Clint fez, eu sempre digo que o cara em questão deve ser do tipo que trata bem o garçon, a garçonete. Esse tipo de atitude  é very charming, é conquistadora.


**

Eu sei que todxs estão apaixonadxs pelo Jout Jout Prazer, mas vou postar um dos videos dela aqui. É sobre relacionamentos abusivos. É tudo!



segunda-feira, 16 de março de 2015

Fazer 40 anos de idade e ganhar 40 livros. Fazer 40 anos de idade e ganhar 40 cartões feitos a mão. Não consigo me decidir.


Das coisas que eu sei fazer:


Caldo Verde - receita de Tina Lopes



sábado, 7 de março de 2015

Não tenho nada para contar. Nada que importa de fato. Dia 9 de Março é aniversário de marido. Dia 10 de Março é aniversário da irmã dele. Ele vai beber e lembrar dela e chorar e rir e chorar e repassar todas as lembranças tudo de novo. De novo e de novo igual a todos os anos. E eu vou ficar me perguntando quando é que passa?

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Aparentemente os empregadores estão a procura de gents que mantém uma atividade cool tipo, fazer jardinagem, manter um blog, etc. Quando me perguntam em entrevistas de emprego sobre o que eu faço nos momentos livres, digo que escrevo meu blog, que sempre bloguei. Nada shallow, tá? Deixo bem claro que discorro sobre coisas considaradas interessantes. Esmaltes, cabelos e coisas menininhas não rola. Não pega bem no mercado.

Então eu venho aqui e tento manter o blog. Manter o joke. Tem dias que dá vontade de postar

blá, blá, blá, blá, blá, blá, blá

Ou em inglês

blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah,
blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah,
blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah,
blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah,
blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah, blah,

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Minha retrô de 2014:

- Terminei meu mestrado. 
- Visitei o Colorado. Acampei. Olhei as estrelas de lá.
- Me tornei morena. Morena com corte bob. 
- Perdi a conta do quanto me deletei das redes sociais. E voltei milhões de vezes. 
- Foi o ano em que short women and men vomitaram racismo. Me disseram como eu devia agir, sentir, me comportar nas redes sociais com relação da race relations. #fergunson #tamirrice #ericgarner
- White people around me can't empathize com a dor dos negros e negras americanas. Esse foi o mote, de pelo menos seis meses, desse ano interminável.
- Mãe ficou doente. Minha irmã está passando por uma gravidez de risco. 
- Mãe se recuperou. 
 
( to be continued ... em se tratando de 2014)